Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais Mestrado Acadêmico em Ciências Ambientais - MACCA

Histórico

O Mestrado Acadêmico em Ciências Ambientais (MA) da Unitau está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA), tendo sido credenciado pela CAPES em 2010. Esse mestrado foi concebido a partir das reflexões internas do corpo docente, que já tinha vivência com o mestrado profissionalizante, mas busca a prática da interdisciplinaridade e o incremento na publicação qualificada. A primeira oferta de turma se deu em 2011. Desde então os ingressos são anuais, com processos seletivos no início de cada ano. As dissertações defendidas até o momento tem caracterizado o PPGCA-MA por uma forte influência regional atraindo uma diversidade graduados o que é positivo no trabalho interdisciplinar.

Atualmente o quadro de professores/orientadores tem 12 docentes permanentes altamente qualificados. A experiência do trabalho interdisciplinar é um desafio diário, o qual vem sendo trabalhado no envolvimento de mais de um docente/disciplina, bem como pela realização de reuniões (oficinas) com docentes e discentes para discutir ações futuras para o PPGCA. Os projetos de pesquisa dos alunos envolvem estudos relativos às modificações no uso e ocupação do solo em função do crescimento de atividades industriais, urbanas e agropecuárias, as quais envolvem o aumento no uso de energia e água, na geração de resíduos, na degradação da vegetação e na modificação de cenários climáticos, etc proporcionando ao PPGCA um amplo espectro de atuação permeando estudos focados no pólo industrial e tecnológico e nos ricos patrimônios histórico, cultural e ambiental, tais como, as áreas de Mata Atlântica das Serras da Mantiqueira e do Mar, bem como de políticas atuais de conservação dos recursos naturais e proteção ambiental. O discurso científico sobre ambiente, sustentabilidade e a sobrevivência do planeta geram reflexos no papel das organizações onde se identificam atividades crescentes como, os processos de extração de areia, dos cultivos de eucalipto, do programa de biodiesel, da implantação e operação de aterros sanitários, da poluição atmosférica, da erosão excessiva, principalmente, norteando as políticas de cobrança de uso da água, de procedimentos de reciclagem, de conservação do solo e dos cuidados com a saúde da população.

Com vistas ao objetivo de se atingir melhor pontuação nas avaliações da CAPES o Programa está fazendo gestão junto aos docentes par a ampliação da produção qualificada dos docentes juntamente com seus orientados.