PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS FUNCIONÁRIOS DO PARQUE ECOLÓGICO DO MUNICÍPIO DE BELÉM – PARÁ

  • JULIO CESAR RAPOSO DE ALMEIDA UNITAU
  • Denise Corrêa Lopes

Resumo

Desde os primeiros registros da história da humanidade, o ser humano demonstrou ter uma relação íntima com a natureza e percebeu que exerce influência sobre o meio ambiente. Com o avanço da sociedade urbano-industrial, foi necessária a criação de áreas protegidas para preservar os ecossistemas, as chamadas Unidades de Conservação. É nesse contexto que o Parque Ecológico do Município de Belém (PEMB) foi criado, embora sua floresta nativa tenha sido suprimida devido à construção da Avenida Centenário, a qual faz parte da primeira fase do projeto do governo do Estado do Pará, denominado de Ação Metrópole. O objetivo do artigo é verificar a percepção ambiental dos funcionários do PEMB após a construção da Avenida Centenário. Para alcançar esse objetivo, foram realizadas pesquisas bibliográficas e de campo a partir da aplicação de formulários com questões fechadas e abertas. Os dados das questões fechadas foram tratados de acordo com a frequência e os das questões abertas foram agrupados de acordo com a similaridade, quantificados e analisados. Para a tabulação e análise dos resultados foi utilizada a planilha Excel. Verificou-se que os funcionários do PEMB têm conhecimento acerca das questões ambientais e da importância do PEMB como área de preservação ambiental, porém valorizaram a construção da Avenida Centenário.

Publicado
Dec 30, 2017
##submission.howToCite##
ALMEIDA, JULIO CESAR RAPOSO DE; LOPES, Denise Corrêa. PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS FUNCIONÁRIOS DO PARQUE ECOLÓGICO DO MUNICÍPIO DE BELÉM – PARÁ. Repositório de Ciências Ambientais, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 1-9, dec. 2017. Disponível em: <http://www.agro.unitau.br/repositorio/index.php/rca/article/view/12>. Acesso em: 20 sep. 2018.
Seção
Artigos