ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA O CONSUMO HUMANO: O QUE FAZER PARA MUDAR A REALIDADE NOS DIAS ATUAIS

  • Késia Chaves da Silva Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais- UNITAU
  • Marcelo Santos Targa Universidade de Taubaté
  • Cecilia Nahomi Kawagoe Suda Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais- UNITAU

Resumo

: O presente estudo objetiva contribuir com a discussão sobre o abastecimento de água para o consumo humano, formulando técnicas para captação de água da chuva mantendo uma qualidade adequada para esse consumo objetivando técnicas que tratam do aproveitamento, bem como utilizados há anos como soluções alternativas aos sistemas de abastecimento de famílias que moram em zona rural do país, bem como aquelas que vivem em solo semiárido. O Ministério da Saúde é o responsável em estabelecer os padrões de potabilidade da água, cuja regulamentação está contida no anexo XX da Portaria de Consolidação No 5/2017, Conforme o Manual de Saneamento da Funasa o aproveitamento de água da chuva para consumo humano é considerado um sistema descentralizado e alternativo de suprimento, útil tanto em áreas de grande pluviosidade como em regiões áridas e semiáridas onde procura acumular a água do período chuvoso com o propósito de garantir, pelo menos, a água para ingestão. O reservatório utilizado tem por nome cisterna de uso padrão potabilidade da vigilância sanitária que é regulamentado pelo Ministério da Saúde, tendo em vista a necessidade de um consumo de qualidade para o consumo humano, exigidos pela legislação.


 Palavras chaves: Abastecimento da água, captação da água da chuva, consumo humano.

Publicado
Dec 30, 2019
##submission.howToCite##
DA SILVA, Késia Chaves; TARGA, Marcelo Santos; SUDA, Cecilia Nahomi Kawagoe. ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA O CONSUMO HUMANO: O QUE FAZER PARA MUDAR A REALIDADE NOS DIAS ATUAIS. Repositório de Ciências Ambientais, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 1-8, dec. 2019. Disponível em: <http://www.agro.unitau.br/repositorio/index.php/rca/article/view/36>. Acesso em: 25 may 2020.